domingo, 11 de março de 2012

Das Dedicatórias



Nunca fui de poesia, mas me descubro – cada vez mais – de poeta. Esse, tão eu, meu nordeste feito letra. Outro, tão meu, uma letra feito norte. 

E de todas as coisas que desaprendi a fazer, deixar o coração sem véus é a que mais me faz falta agora. Só queria mesmo dizer...

O problema é que eu te amo
Não tenho dúvidas que eu queria estar mais perto
Juntos viveríamos por mil anos
por que o nosso mundo estaria completo...

2 comentários:

Palavras Vagabundas disse...

Estou atrasada, mas...
Parabéns!
bjs
Jussara

Rafa disse...

Eita mulher derramada... rs Privilégio de quem te encontrou. Bj